Bichos como nós

Carolina do Norte: Mais de 600 animais resgatados de um abrigo

 

Mais de 600 animais foram resgatados de um abrigo na Carolina do Norte na semana passada - uma das maiores campanhas de resgate de sempre pela Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra os Animais.

 

Os animais foram resgatados do abrigo The Haven Friends for Life, em Raeford, Carolina do Norte – um abrigo anti abate animal, que abriga centenas de cães, gatos e cavalos, entre outros animais. O abrigo é privado e gerido por Stephen Joseph e Linden Spear, que enfrentam agora uma acusação de crueldade contra os animais.

 

“Se há uma oportunidade para uma vida feliz e saudável, tenho a certeza de que qualquer um de nós faria todos os possíveis para dar um novo lar aos animais”, disse Laura Hoerning, co-presidente do UNC Helpping Paws, um grupo de consciencialização animal.

 

O resgate foi executado através de uma parceria entre a ASPCA e o Departamento de Agricultura dos EUA, uma vez que era demasiado grande para o Condado de Wake o executar sozinho, de acordo com as afirmações de Darci VanderSilk, gestora de marketing da Sociedade para a Prevenção da Crueldade contra os Animais do Condado de Wake.

Tracy Heenan, professora da Escola de medicina da universidade da Carolina do Norte, afirmou que neste estado existem dois tipos de abrigos: públicos ou privados. A maior parte deles estão sob a jurisdição do Departamento de Agricultura e não são anti abate.

 

A ASPCA começou a investigar este abrigo quando começaram a surgir queixas de adoções de animais doentes.

Investigadores no local disseram que a área do abrigo apenas dava para pequenas casinhas para os animais. Muitos deles apresentavam maus-tratos graves incluindo feridas abertas e problemas respiratórios

A ASPCA twittou uma foto do resgate através de um vídeo que mostrava cães, gatos e cavalos a viverem em condições muito pobres e sujas – alguns deles mal conseguiam andar pois tinham membros partidos.

Muitos outros abrigos de animais já estão superlotados em alguns lugares.

 

A ASPCA mantém vários colaboradores no abrigo de modo a assegurar cuidados contínuos aos animais, no entanto a próxima questão a resolver será onde os animais serão alojados. Hoerning afirmou que a transferência dos animais poderá acarretar custos muito elevados e, para muitos deles que se encontram em sofrimento seria preferível abatê-los.

O futuro dos animais não é a única coisa em questão – o abrigo também enfrenta uma possível acusação de crueldade contra os animais.

 

É possível que o abrigo seja encerrado ou que veja revogada a sua licença de funcionamento. Também poderá ocorrer uma mudança de direção não só devido à acusação de crueldade contra os animais mas também devido à perde de financiamento proveniente de donativos.

 

Hoerning afirmou que tem esperança que as pessoas se tornem mais civilizadas em relação ao tratamento desumano para com os animais, para que situações como esta aconteçam cada vez menos.

 

Neste momento os animais estão instalados e todos estão a trabalhar arduamente para fazerem o melhor possível a estes animais.

tradução: Diana Cunha

fonte: dailytarheel

Classifique este item
(0 votos)
Login para post comentários

Siga-nos na Rede

 fb icon 325x325   Facebook           tweter   Twitter

Espaço Lusófono © 2013 . Todos os direitos reservados

Login ou Registe-se

LOGIN

Registe-se

User Registration