Bichos como nós

Os cães mais famosos da televisão

Foi numa estrada de Wimbledon que nasceu a série de televisão que transformou todos os miúdos em trolhas. Bob, o Construtor gerou 6,8 mil milhões de euros em merchandising e tornou milionário Keith Chapman. O argumentista é o responsável por mais uma corrida às lojas este Natal. 

No início desta história, mais precisamente nos anos 80, o britânico passou por um local em obras e parou para fazer uns rabiscos. "Vi uma retroescavadora a abrir uma estrada em Wimbledon [Reino Unido] e fiquei ali, a desenhar. Também desenhei um camião basculante, uma grua, uma betoneira e um compactador. Depois senti que precisavam de uma figura paternal e surgiu o Bob," contou em entrevistas.

 

Os desenhos só saíram do papel anos mais tarde, quando Chapman, então director de arte de publicidade, os usou para contar histórias de embalar aos três filhos. Os miúdos adoraram e o pai decidiu levar Bob à produtora de séries de animação HiT. O director executivo tinha sido seu colega na empresa de Jim Henson, criador dos Marretas, onde Chapman desenhava brinquedos, e comprou logo os direitos de Bob, o Construtor. 

A série estreou-se na BBC em 1999 e tornou-se uma marca de êxito cujos produtos passaram a ser vendidos com o nome de Chapman – uma negociação feita pelo próprio –, que recebeu mais de 5 milhões de euros em royalties. Agora, Chapman deixou as máquinas e apostou nos cães mais procurados deste Natal. 

Acção para rapazes
Os carros e bonecos dos seis cães abandonados que formam a Patrulha Pata estão a esgotar em vários países – e Portugal não é excepção. Chase, Rubble, Marshall, Rocky, Zuma e Skye vivem na Baía da Aventura e, com a ajuda de Ryder, um miúdo de 10 anos, resolvem muitos problemas. 

No Reino Unido, há pedidos de ajuda nas redes sociais. "Liguei para todas as Toys "R" Us e procurei em todo o lado. Não sei o que fazer!", escreveu uma mãe no Facebook. Em desespero, alguns pais estão a comprá-los nos sites do eBay e Amazon, onde os produtos custam o triplo, porque são em geral enviados da China. 

Em Portugal, nas grandes lojas, na semana antes do Natal já só havia mochilas, pantufas e relógios. A empresa proprietária, a canadiana Spin Master, admitiu que só poderá responder às encomendas na Primavera. 

A Patrulha Pata foi criada juntamente com a Spin Master. "Soube que eles estavam à procura de uma série de acção para rapazes e mostrei-lhes a Patrulha Pata. Adoraram", contou Chapman. Em 2013, os cachorros chegaram ao ecrã nos EUA, em Portugal só este Setembro. Com 26 episódios, é a segunda série mais vista do Canal Panda.

fonte: sabado

Classifique este item
(0 votos)
Login para post comentários

Siga-nos na Rede

 fb icon 325x325   Facebook           tweter   Twitter

Espaço Lusófono © 2013 . Todos os direitos reservados

Login ou Registe-se

LOGIN

Registe-se

User Registration