Bichos como nós

Seis conselhos para proteger os seus animais do frio

Seis conselhos para proteger os seus animais do frio Foto: IGOR KOVALENKO/EPA

 

 

Ao contrário do que possa pensar, os animais de companhia também têm frio. A Sociedade Protetora dos Animais do Porto forneceu, ao JN, algumas recomendações para que possa ajudar a sua mascote a lidar com a diminuição da temperatura que se vai fazer sentir nos próximos dias.

 

 

1. Recolher os animais no interior


Todos os animais devem ser protegidos. Contudo, os que não vivem no interior das habitações requerem uma atenção especial. Nestes casos, os donos devem tentar recolhê-los, fornecer-lhes abrigo ou casotas adequadas.

 

 

2. Ninho com mais conforto 


O porte, a raça e a idade do animal são fatores que devem ser tidos em consideração. Os animais com idade igual ou superior a 8 anos, de pequena dimensão, de pelo curto ou com pouca gordura corporal são os que estão mais suscetíveis e os que sofrem mais com o frio. Para os proteger, pode colocar mais uma manta ou um cobertor no ninho ou vestir-lhes roupa, caso o animal aceite.

 

 

3. Escovar mais o animal


O pelo é a primeira barreira que os animais têm contra o frio, por isso é preciso ter cuidados redobrados com a pelagem. Nesta época não deve cortar o pelo do animal, mas escová-lo diariamente, ou sempre que seja possível, para que o cobertor piloso seja funcional e o animal consiga manter-se quente e enfrentar os meses mais frios.

 

 

4. Evitar banhos


O banho higiénico ou estético deve ser evitado durante o inverno por causa do risco de hipotermia. Além de que dar banho com muita regularidade prejudica o equilíbrio, provoca dermatites e coloca em causa a saúde do animal.

 

 

5. Alimentação reforçada


A alimentação deve ser reforçada durante o inverno, porque os animais tendem a queimar mais energia para se manterem quentes. Assim, se o seu animal não padece de obesidade ou de alguma patologia pode aumentar ligeiramente a ração. A hidratação é igualmente relevante e, por isso, deve incentivar a ingestão de água ao longo do ano.

 

 

6. Retirar animal do calor antes de o passear no exterior 


Se passeia o seu animal deve ter alguns cuidados especiais antes de o levar à rua, principalmente se ele esteve em frente à lareira ou ao aquecedor. Nestas situações, deve afastar a mascote da fonte de calor, uma hora antes, de a retirar da habitação e agasalhá-la, para evitar que o animal ressinta a diferença abrupta de temperatura e contraia infeções respiratórias. É importante salientar que os animais não devem estar demasiado perto dos aquecedores ou lareiras pois podem sofrer queimaduras graves.

fonte: JN

Classifique este item
(0 votos)
Login para post comentários

Siga-nos na Rede

 fb icon 325x325   Facebook           tweter   Twitter

Espaço Lusófono © 2013 . Todos os direitos reservados

Login ou Registe-se

LOGIN

Registe-se

User Registration